Falácias Falaciosas

Menu

Não é chato quando uma pessoa usa bobagens para argumentar sobre um assunto?

Responda às falácias de seus inimigos com esses cartões de falácias novinhos.

Encontre
sua falácia
O que são
falácias?
O Jogo das
Falácias
Sobre
este app

Falácias Falaciosas

Menu

O que são falácias?

Falácias, você deve saber, são alegações ou partes de um raciocínio que estão errados, normalmente no interesse de ludibriar um oponente em uma discussão.

Algumas pessoas incorrem em falácias sem perceber, outras só sabem debater através de falácias cuidadosamente colocadas ao longo da conversa. O oponente atento pode cansativamente apontar falácias no papo de qualquer um, mas isso não impede ninguém de continuar com novas falácias.

Mas não com esses cartões. Por isso eu inventei o Jogo das Falácias.

Encontre
sua falácia
O que são
falácias?
O Jogo das
Falácias
Sobre
este app

Falácias Falaciosas

Menu

O Jogo das Falácias

Proponho uma espécie de jogo. As regras são simples:

Cada cartão no menu ao lado informa o nome da falácia cometida, junto com uma breve descrição de um caso clássico.

Há dois casos especiais:

Premissa falsa: não se trata de uma falácia, mas se comprovado que um debatedor parte de uma premissa falsa, ele é expulso direto, sem precisar um cartão amarelo.

Argumento falso: uma falta igualmente grave, se comprovado que um debatedor usa um argumento falso, ele é expulso direto, sem precisar um cartão amarelo.

Encontre
sua falácia
O que são
falácias?
O Jogo das
Falácias
Sobre
este app

Sobre este app

Menu

Falácias Falaciosas
v.1.0.1

Copyright 2018
🐜Miniagência Ltda.

Este app foi inspirado no artigo Cartões de Falácias do RafaelLVX. Tanto o artigo quanto o app são para diversão, com uma dose de sarcasmo politicamente incorreto. As informações aqui contidas podem (devem) estar incorretas.

Este programa é software livre, sob os termos da licença GNU AGPL v3. Partes desse programa são Copyright Apache Foundation e Copyright jQuery Foundation, conforme sinalizado em seus respectivos arquivos, com as respectivas licenças. Você tem acesso ao código-fonte completo deste programa no Github.

Aviso: As imagens neste programa não são software livre. Você pode usar o código-fonte deste programa nos termos de cada licença sinalizada no respectivo arquivo. As imagens foram licenciadas individualmente para uso neste pacote e não podem ser reproduzidas sem autorização explícita dos respectivos detentores do direito autoral.

Se desejar contribuir com meu trabalho, você pode doar fraldas.

Valeu

Falácias Falaciosas

Menu
Mel

Contribua

(se quiser)

Se você curte meu trabalho se estiver a fim, pode me comprar uma fralda. Calma, eu explico. Esta gordinha aí na foto é a minha filha Melissa. Ela completa dois anos em 2019, adora brincar, passear e... sujar fraldas. Centenas delas. Se você quiser gentilmente contribuir, escolha a que você prefere nos presentear clicando abaixo. A doação é através do Paypal (abre uma janela do navegador). Obrigado! ;-)

(R$ 6)
(R$ 19)
(R$ 30)

Falácias Falaciosas

Menu

Ad Hominem

Você direcionou críticas a uma pessoa como forma de invalidar suas ideias.

Um ataque pessoal, por si só, não torna falsas as ideias da pessoa atacada.

Exemplo: "Aquele homem é um bandido ex-presidiário. O que ele diz nunca é verdade."

Também conhecido como: argumento contra a pessoa, argumentum ad hominem

Imagem cedida por Alex E Proimos sob licença CC-BY. Fundo removido.

Cartão AmareloCartão VermelhoCor Normal

(↑ O que é isso?)

Falácias Falaciosas

Menu

Ad Populum

Você apelou para a popularidade de um fato para tentar validá-lo.

O fato de uma ideia ser popular, ou amplamente aceita, não comprova sua validade.

Exemplo: "Decidi votar no candidato Fulano, porque está na frente nas pesquisas."

Também conhecido como: apelo à popularidade, argumentum ad populum

Imagem cedida por Johnhain/Pixabay.

Cartão AmareloCartão VermelhoCor Normal

(↑ O que é isso?)

Falácias Falaciosas

Menu

Alegação Especial

Você alterou as regras, ou criou uma exceção, quando seu argumento foi exposto como falso.

Exemplo: "Há espíritos aqui. Você não vê? É porque você não tem mediunidade desenvolvida."

Também conhecido como: apelo especial, caso especial

Cartão AmareloCartão VermelhoCor Normal

(↑ O que é isso?)

Falácias Falaciosas

Menu

Ambiguidade

Você usou duplo sentido, ou linguagem ambígua, para apresentar sua verdade de modo enganoso, ou sem clareza.

Exemplo: "Hoje, o capitão estava sóbrio." (Assim não fica claro se o capitão é bêbado nos outros dias.)

Também conhecido como: falácia da ambiguidade

Cartão AmareloCartão VermelhoCor Normal

(↑ O que é isso?)

Falácias Falaciosas

Menu

Apelo à Autoridade

Você afirmou que um argumento é válido por vir de uma figura de autoridade.

Basear-se unicamente na credibilidade de uma figura de autoridade sem apresentar evidências ou a linha de raciocínio na qual a autoridade se baseou não é suficiente para comprovar um fato.

Exemplo: "É melhor tocar guitarra com a mão esquerda, porque é assim que tocava Jimi Hendrix."

Também conhecido como: argumento de autoridade, argumentum ad verecundiam, argumentum magister dixit

Imagem cedida por Pixabay.

Cartão AmareloCartão VermelhoCor Normal

(↑ O que é isso?)

Falácias Falaciosas

Menu

Apelo à Emoção

Na falta de argumentos concretos, você usou linguagem persuasiva e empática para tentar tornar seu argumento mais crível.

Aplausos não tornam seus argumentos válidos, assim como vaias não os invalidam.

Exemplo: usar situações agradáveis como exemplos válidos, ou invalidar uma ideia porque ela supostamente faz mal a alguém. Usar um tom de voz firme ou engraçado e frases de efeito prontas que arrancam risadas ou aplausos dos outros.

Também conhecido como: argumentum ad passiones

Imagem cedida por OpenClipart-Vectors/Pixabay.

Cartão AmareloCartão VermelhoCor Normal

(↑ O que é isso?)

Falácias Falaciosas

Menu

Apelo à Ignorância

Você usou sua desinformação (ou a desinformação geral) sobre um fato como argumento para validar uma ideia.

Exemplo: "Não pode haver vida inteligente fora da Terra, ou já teríamos sido contatados por extraterrestres."

Também conhecido como: argumento da ignorância, argumentum ad ignorantiam

Imagem cedida por Alexas_Fotos/Pixabay.

Cartão AmareloCartão VermelhoCor Normal

(↑ O que é isso?)

Falácias Falaciosas

Menu

Apelo à Natureza

Você defendeu algo por ser natural.

Coisas consideradas naturais ou da natureza, não são necessariamente boas, positivas, e não garantem argumentos válidos.

Exemplo: "Não tomo antibióticos, porque acho perigosos, já que são feitos em laboratórios. Prefiro tratar problemas mais sérios com homeopatia, que é natural."

Imagem cedida por Clker-Free-Vector-Images/Pixabay.

Cartão AmareloCartão VermelhoCor Normal

(↑ O que é isso?)

Falácias Falaciosas

Menu

Apostador

Você acredita que sequências acontecem entre fenômenos estatisticamente independentes.

Em sorteios idênticos separados, a chance de cada resultado sair é sempre a mesma, não importa quantas vezes ele tenha aparecido em sorteios anteriores. Isso vale para qualquer fenômeno onde a probabilidade de um resultado não afeta estatisticamente os próximos resultados do mesmo fenômeno.

Exemplo: "Dessa vez sai o 6 nos dados, ele não sai há quatro rodadas, então agora a chance é muito maior!"

Também conhecido como: falácia do apostador

Imagem cedida por Pierre Selim sob licença CC-BY. Fundo removido.

Cartão AmareloCartão VermelhoCor Normal

(↑ O que é isso?)

Falácias Falaciosas

Menu

Argumento Circular

Seu argumento se sustenta apenas em si próprio, ou em premissas contidas na afirmação.

O raciocínio circular apoia sua credibilidade em fatos contidos em sua própria afirmação, sem que estes fatos sejam examinados.

Exemplo: A Bíblia afirma conter a Palavra de Deus, baseada em afirmações dadas na própria Bíblia.

Também conhecido como: argumentação circular, raciocínio circular

Cartão AmareloCartão VermelhoCor Normal

(↑ O que é isso?)

Falácias Falaciosas

Menu

Argumentum Ad Nauseam

Você repetiu o mesmo argumento insistentemente, tentando elevar sua credibilidade.

Repetir o mesmo raciocínio muitas e muitas vezes não o torna mais ou menos próximo da verdade.

Imagem cedida por Juliana Coutinho sob licença CC-BY. Fundo removido.

Cartão AmareloCartão VermelhoCor Normal

(↑ O que é isso?)

Falácias Falaciosas

Menu

Argumentum Verbosium

Você usou uma longa e complexa argumentação, difícil de analisar, para torná-la difícil de refutar.

A explicação excessivamente longa costuma disfarçar o fato de estar mal embasada.

Imagem cedida por Myrfa/Pixabay.

Cartão AmareloCartão VermelhoCor Normal

(↑ O que é isso?)

Falácias Falaciosas

Menu

Atirador do Texas

Você escolheu a dedo um padrão ou dados que reforçam seus argumentos, ignorando dados que lhe desfavorecem.

Dados não podem ser filtrados ou escolhidos por conveniência.

Imagem cedida por OpenClipart-Vectors/Pixabay.

Cartão AmareloCartão VermelhoCor Normal

(↑ O que é isso?)

Falácias Falaciosas

Menu

Causa Falsa

Você supôs que uma relação percebida entre dois fatos indicam que um é a causa do outro.

Fatos separados que acontecem ao mesmo tempo ou no mesmo lugar ou com outros tipos de afinidade nem sempre significam que há uma relação de causalidade entre um e outro.

Exemplo: "Meu filho tomou vacina e desenvolveu autismo, logo, vacinas causam autismo."

Também conhecido como: falsa causa

Imagem cedida por GraphicMama-team/Pixabay.

Cartão AmareloCartão VermelhoCor Normal

(↑ O que é isso?)

Falácias Falaciosas

Menu

Composição

Você afirmou que o que vale para um elemento de um conjunto também vale para outros elementos, ou para todo o conjunto.

Exemplo: "Conheci o Deputado Fulano de Tal, é um cidadão muito honesto. Creio que todos os deputados desta casa são honestos."

Cartão AmareloCartão VermelhoCor Normal

(↑ O que é isso?)

Falácias Falaciosas

Menu

Espantalho

Você distorceu o sentido de um argumento para torná-lo mais fácil de atacar.

Ao mudar discretamente o teor da opinião dos outros para algo facilmente refutável, você faz parecer artificialmente que as opiniões delas são falsas.

Também conhecido como: homem de palha, strawman

Imagem cedida por OpenClipart Vectors/Pixabay.

Cartão AmareloCartão VermelhoCor Normal

(↑ O que é isso?)

Falácias Falaciosas

Menu

Evidência Anedótica

Você usou uma experiência individual isolada como evidência.

Mesmo que alguém tenha tido uma determinada experiência e possa depor a favor de uma linha de raciocínio, isso nem sempre é prova suficiente.

Exemplo: "Faça como eu, use Gillette."

Também conhecido como: falácia anedótica

Imagem cedida por www_slon_pics/Pixabay.

Cartão AmareloCartão VermelhoCor Normal

(↑ O que é isso?)

Falácias Falaciosas

Menu

Falácia da Falácia

Você refutou um argumento apenas pelo fato de ser falacioso.

Pensamentos mal embasados podem estar corretos às vezes. Seu adversário estar errado não necessariamente significa que você está certo, você ainda precisa apresentar seus fatos corretamente.

Imagem cedida por succo/Pixabay.

Cartão AmareloCartão VermelhoCor Normal

(↑ O que é isso?)

Falácias Falaciosas

Menu

Falso Dilema

Você deu duas alternativas para uma linha de raciocínio, quando na verdade há mais possibilidades.

As duas alternativas normalmente são opostas nesses casos, ignorando-se todas alternativas intermediárias. Isto é comum quando um debatedor oferece duas opções, sendo uma que todos descartariam de pronto, para tornar a outra opção mais tentadora.

Exemplo: "Quem não está a meu favor, está contra mim."

Também conhecido como: falsa dicotomia, preto ou branco

Imagem cedida por OpenClipart-Vectors/Pixabay.

Cartão AmareloCartão VermelhoCor Normal

(↑ O que é isso?)

Falácias Falaciosas

Menu

Genética

Você avaliou um fato de acordo com sua origem.

A família, o ano de nascimento, o local de fabricação, a criação na infância, todos estes elementos formam a origem de algo ou alguém. E não provam nada sobre algo ou alguém.

Exemplo: "Se é Bayer, é bom."

Também conhecido como: falácia genética

Imagem cedida por qimono/Pixabay.

Cartão AmareloCartão VermelhoCor Normal

(↑ O que é isso?)

Falácias Falaciosas

Menu

Ignoratio Elenchi

Você apresentou uma conclusão sem relação com a questão em debate, ou sem ligação direta com as premissas apresentadas.

Exemplo: "O governo usa o dinheiro de impostos para atender a população, mas a população segue sem serviços básicos, logo, o governo deveria cobrar mais impostos."

Também conhecido como: falácia da conclusão irrelevante, pseudoconclusão

Imagens cedidas por Jhonatan_Perez/Pixabay e Clker-Free-Vector-Images/Pixabay.

Cartão AmareloCartão VermelhoCor Normal

(↑ O que é isso?)

Falácias Falaciosas

Menu

Incredulidade Pessoal

Você determinou que uma linha de raciocínio é falsa por não compreendê-la.

Semelhante ao argumento da ignorância, esta falácia é reconhecida por uma dificuldade em acreditar naquilo que não entendemos.

Exemplo: "Como poderíamos ter evoluído de seres aquáticos? Nós somos terrestres!"

Também conhecido como: argumento da incredulidade pessoal

Cartão AmareloCartão VermelhoCor Normal

(↑ O que é isso?)

Falácias Falaciosas

Menu

Inversão do Ônus da Prova

Você exige que os outros provem que sua afirmação é falsa, ao invés de você prová-la verdadeira.

Esta falácia é comum quando alguém quer se eximir de provar que algo existe.

Também conhecido como: falácia do ônus da prova

Imagem cedida por Waiting For The Word sob licença CC-BY. Fundo removido.

Cartão AmareloCartão VermelhoCor Normal

(↑ O que é isso?)

Falácias Falaciosas

Menu

Ironia

Você deu ênfase a um ponto querendo sugerir o contrário.

Sarcasmo é comum em discussões, e raramente leva a conclusões construtivas.

Imagem cedida por Jessie Pearl sob licença CC-BY. Fundo removido.

Cartão AmareloCartão VermelhoCor Normal

(↑ O que é isso?)

Falácias Falaciosas

Menu

Ladeira Escorregadia

Você fez parecer que permitir que aconteça A fará com que aconteça Z, por isso deve-se evitar A.

Em outras palavras, você advoga contra algo devido ao risco de aquilo causar outros fatos indesejáveis na sequência, ainda que isso seja apenas conjectura.

Exemplo: "Se o governo liberar a posse de armas, logo pessoas estarão se matando livremente nas ruas."

Também conhecido como: bola de neve, slippery slope

Cartão AmareloCartão VermelhoCor Normal

(↑ O que é isso?)

Falácias Falaciosas

Menu

Meio Termo

Você afirmou que algo é verdadeiro por ser a média ou o meio termo entre dois extremos.

Na falta de um dado consistente, alguns acham que o meio termo entre dois grandes extremos polarizados é uma forma válida de se determinar o valor mais próximo da realidade.

Exemplo: "A Esquerda e a Direita no Brasil estão corruptas, por isso escolhi o Centro."

Também conhecido como: argumento da moderação, argumentum ad temperantiam, falácia do falso meio-termo

Imagem cedida por Dawn Hudson/PublicDomainPictures.

Cartão AmareloCartão VermelhoCor Normal

(↑ O que é isso?)

Falácias Falaciosas

Menu

Nenhum Escocês de Verdade

Você trata um fato como universal, e quando confrontado, desacredita qualquer exceção.

O caso clássico desta falácia vem de um diálogo assim: "nenhum escocês coloca açúcar no mingau", ao que alguém responde "eu sou escocês e adoço o mingau", e o primeiro retruca "mas nenhum escocês de verdade coloca açúcar no mingau".

Também conhecido como: apelo à pureza, falácia do escocês de verdade, nenhum cristão de verdade, no true scotsman

Imagem cedida por PublicDomainArchive/Pixabay.

Cartão AmareloCartão VermelhoCor Normal

(↑ O que é isso?)

Falácias Falaciosas

Menu

Pergunta Complexa

Você fez uma pergunta com uma afirmação implícita.

Ao insinuar uma ideia em sua pergunta, você direciona a resposta ou imputa a ideia que você sugeriu a quem responde.

Exemplo: "Você apoia a justiça e a morte de todos os bandidos?"

Também conhecido como: pergunta carregada, loaded question

Imagem cedida por OpenClipart Vectors/Pixabay.

Cartão AmareloCartão VermelhoCor Normal

(↑ O que é isso?)

Falácias Falaciosas

Menu

Reductio Ad Hitlerum

Você invalidou uma ideia por ser associada ao nazifascismo ou a Adolf Hitler.

Qualquer relação com Hitler ou o nazismo é facilmente condenada, por isso esta falácia se tornou uma forma comum de tentar desqualificar algumas linhas de raciocínio.

Também conhecido como: argumentum ad Hitlerum, carta do nazismo, redução a Hitler, reductio (ou argumentum) ad Nazium

Imagem cedida por VISHNU_KV/Pixabay.

Cartão AmareloCartão VermelhoCor Normal

(↑ O que é isso?)

Falácias Falaciosas

Menu

Tu Quoque

Você se defendeu de uma acusação acusando seu acusador.

"Tu quoque" significa literalmente "tu também". Esta falácia visa questionar a moralidade de uma acusação, quando isso normalmente seria irrelevante à questão.

Exemplo: "Como você pode me acusar de corrupção, quando você está respondendo a 10 processos judiciais?"

Também conhecido como: apelo à hipocrisia

Imagem cedida por Agência Brasil sob licença CC-BY. Personagens reposicionados e fundo removido.

Cartão AmareloCartão VermelhoCor Normal

(↑ O que é isso?)

Falácias Falaciosas

Menu


Argumento Falso

Imagem cedida por Schwerdhoefer/Pixabay.

Cor NormalCartão Vermelho

Falácias Falaciosas

Menu


Premissa Falsa

Imagem cedida por OpenClipart Vectors/Pixabay.

Cor NormalCartão Vermelho